O que é Eficiência Neuromuscular?

Se você está se perguntando sobre o que eu estou falando, não se preocupe, . O conceito de Eficiência Neuromuscular , tem sindo usado a um tempo , por~em pouco aplicado ainda , assim como falamos no Ciclo de força para o CrossFit e Condicionamento Físico , e no nosso Curso iremos mostrar como aplicar a eficnecia muscular no treinamento e individualizar seus treinos

De acordo com a Academia Nacional de Medicina Esportiva:

“A capacidade do sistema nervoso para recrutar os músculos corretos para produzir e reduzir a força, bem como dinamicamente estabilizar a estrutura do corpo em todos os três planos de movimentos”

Em outras palavras, é a capacidade do seu corpo para mover cargas. Eu sei, você provavelmente está pensando “Ótimo, bom para a Academia Nacional de Medicina Esportiva, mas o que é que tem a ver comigo?”

A maioria dos atletas de CrossFit gasta muito tempo obcecado com suas cargas máximas e talvez isso não seja o faça ser melhor. Eles comparam o máx de deadlift, e máx snatch; Máx de press e máx  de clean. Porém, … mas não pinta uma imagem completa do que é exigido no esporte. À medida que os atletas progridem através de níveis mais altos no esporte, eles precisam fazer algo que não é necessário em qualquer outro esporte

Atletas de elite do CrossFit precisam ter a capacidade de fazer cargas quase mãximas por repetições seguidas., em um estado de fatigado. Agora você pode dizer para si mesmo: “Mas os homens fortes fazem isso!” Ou “os lutadores de MMA fazem isso” ou “os soldados das Forças Especiais fazem isso!” Bem,  não … não completamente.

Como posso testar a minha eficiência neuromuscular?

Então, como você sabe se você tem essa habilidade?  Veja como funciona:

Passo 1: Aumentar  para um 1RM de Back Squat/ Agachamento

Passo 2: Descansar 10 minutos

Passo 3: Pegue 85% do seu 1RM e faça quantas repetições  ininterruptas conseguir  a um ritmo 3011; Você tem uma tentativa!

Isso significa:

Você vai aquecer adequadamente para encontrar o seu 1RM de Agachamento
Você vai descansar um total de dez minutos após sua série máxima
Você vai pegar  85% de sua carga máxima conseguida  na etapa 1 e fazer uma série somente, em um tempo 3011. Isso significa 3 segundos na fase de descida, sem pausas em baixo, uma  concêntrica normal e, em seguida, uma pausa de 1 segundo na parte superior, antes de iniciar sua próxima repetição.
O que significa a pontuação do meu teste de eficiência neuromuscular para o CrossFit?

Não existe pontuação “boa” ou “má”. Simplesmente um ponto de partida e uma consciência de onde você está como um atleta.

No entanto, vou lhe dar uma regra geral para que você saiba o que trabalhar.
Aqui está uma diretriz aproximada:

1-3 Reps = Alta Eficiência Neuromuscular

4-8 Reps = Eficiência Neuromuscular Moderada

9 ou mais repetições = Baixa Eficiência Neuromuscular

Agora, é útil ter um Coach experiente para interpretar esses números e montar sua periodização; Sua  pontuação pode ser o resultado de uma série de fatores diferentes., incluindo, mas não limitado ,
– Ter um sistema aeróbio ruim (que iria inibir a sua capacidade recuperação de ATP mais rapidamente),
– Ser um atleta relativamente inexperiente,
– Ser uma mulher – não é brincadeira. As mulheres tendem a, em média, mais dificuldade de exigir de seu SNC , o que lhes daria uma pontuação mais elevada (inversamente, as mulheress  tendem a ter um limiar de dor mais elevada nos treinos mais duradouros) ; Este fato fisiológico, é devido ao seu menor nível de hormônios anabólicos, em comparação com os homens. Esta é, naturalmente, outra razão para as mulheres precisam de protocolos de treinamento separado dos  homens neste esporte de CrossFit e condicionamento Fisico – e não apenas mudar o peso ou a altura da caixa. Mas isso é outra história.

Espero que isso lhe dê algumas informações importantes sobre onde você está começando como um atleta no esporte de CrossFit e condicionamento Fisico.

Referências

Clark M., Lucett S. & Kirkendall D. (2010). NASM Essentials of Sports Performance Training, pp265-269. Retirado de https://www.nasm.org

Henry, F. (1942). Os efeitos da prática e da fadiga no teste de Sargent, pesquisa trimestral. Associação Americana para a Saúde, Educação Física e Recreação. 13: 1. Retirado de http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/10671188.1942.10624721?journalCode=urqe17

 

Pin It on Pinterest